terça-feira, 25 de setembro de 2012

E-commerce - Trabalhar com depósito bancário ainda é viável?

Há alguns meses comecei, juntamente com minha esposa, a trabalhar com venda de véus (artigos religiosos). A princípio começamos a trabalhar com depósitos bancários e logo mudamos para o Pagseguro e gostaria de expor abaixo os motivos pelos quais considero o trabalho por depósito bancário como precário e ineficiente, tanto para o vendedor, como para o comprador, baseando-se na minha especialidade acadêmica de marketing, mas também na minha experiência pessoal, tanto de vendedor, como de comprador. Como não tenho muito acesso a outros sites como o Paypal  ou o Moip limito-me a falar do Pagseguro, embora acredito que as vantagens descritas sejam bastante semelhantes.

1º item: Segurança

Ao trabalhar com depósito bancário o comprador possui pouca, ou talvez nenhuma, segurança. Não raras as vezes em que precisei comprar pagando através de depósito eu fiz uma busca no Google para saber mais da empresa, procurei em sites como "Reclameaqui.com". Embora esse tipo de cautela seja necessária SEMPRE, quando se trata de depósito bancário a atenção se dobra, uma vez que o cliente deposita na conta bancária e simplesmente "confia" que o vendedor irá enviar o produto.Não raras as notícias, por exemplo de pessoas que compraram, fizeram o depósito e o comprador simplesmente "sumiu". Daí, meu amigo, até provar que fucinho de porco não é tomada é uma longa briga...Será que compensa mesmo procurar Procon, preencher relatórios, fotos, anexar testemunhas, comprovantes, procurar advogados só para ser restituído de um depósito de R$ 20 ou R$ 50 que foi feito? Acredito que muitos que sejam vítimas de problemas como esse, acabem desistindo de recuperar o dinheiro perdido. A única coisa que o comprador faz é depositar e ficar torcendo ou rezando para que o produto seja enviado.

Já com relação aos sites como o Pagseguro, a vantagem é que o comprador faz o pagamento e, caso o produto não seja enviado e ele possa provar que o vendedor foi desonesto, o site pode devolver o dinheiro - Nem sempre é tão simples, mas com certeza é mais prático do que procurar meios judiciais ou até gastar dinheiro com advogados.

Já, em relação ao vendedor, a questão da segurança é puramente uma vantagem de marketing, afinal, se existem dois sites que vendem o mesmo produto, e um deles trabalha com depósito, o outro trabalha com um site seguro, qual dos dois irá despertar mais confiança por parte do comprador? Pense em quantas pessoas podem acessar o teu site e deixar de comprar UNICAMENTE por não confiarem na tua marca e não poderem confiar um depósito bancário. Falo por experiência própria que, quando trabalhava com depósito em conta, as pessoas que compravam eram sempre amigos ou conhecidos das redes sociais, pois estas confiavam, mas depois que comecei a usar o Pagseguro, pessoas desconhecidas de todo o Brasil começaram também a comprar.

2º item: Agilidade na compra e venda

Pagando através de depósito em conta: (Podem ocorrer alterações, mas geralmente é assim que ocorre)
Etapa 1 - O cliente envia um e-mail com o endereço e os produtos que deseja.
Etapa 2 - O vendedor verifica no site dos Correios o frete, informa o preço final (com o frete) e os dados da conta para que o comprador faça o depósito.
Etapa 3 - O cliente faz o depósito (ou transferência bancária).
Etapa 4 - O cliente escaneia ou tira foto do comprovante pra enviar ao vendedor. (acrescente aí uma dificuldade se o comprador não tiver uma câmera, ou um scaner).
Etapa 5 - O vendedor acessa sua conta bancária pra verificar se o depósito foi realizado com sucesso.(acrescente aí um problema se for feito depósito com envelope após o expediente, ou algum possível problema com o depósito, greves bancárias, etc).
Etapa 6 - O vendedor verifica no e-mail que o comprador enviou o endereço, e coloca nos Correios.
Etapa 7 - O vendedor envia por e-mail o Código de Rastreamento para que o cliente possa acompanhar no site dos Correios.

Pagando através de sites como o PagSeguro

Etapa 1 - O cliente escolhe os produtos que deseja, clica no botão "comprar", preenche no próprio site o endereço, calcula-se o frete automaticamente e efetua o pagamento diretamente no site (ou emite um boleto bancário para pagar em qualquer banco ou agência lotérica).

Etapa 2 - Depois que o cliente paga pelo produto o vendedor recebe um e-mail informando que o pagamento foi feito e o endereço para o qual deve enviar o produto.

Etapa 3 - O vendedor envia o produto, coloca no site o código de rastreamento e automaticamente é enviado um e-mail informando o código ao cliente.

3º aspecto: Mais formas de pagamento

Para pagar através de depósito bancário, se a pessoa tem conta no mesmo banco até existe a opção de transferência sem pagar nenhuma taxa ... Do contrário, o melhor jeito de fazer o depósito é a velha fila de banco, ou depósito por envelope através de Caixa Eletrônico (que pode ocorrer atraso, ou inconsistências nos dados, etc), o que inclui também o fato de ter que sair de casa, pegar trânsito, sol, chuva, etc.

Quando o pagamento é feito através de sites como o Pagseguro, há várias opções de pagamento, podendo o cliente comprar sentado no conforto da tua casa através da internet, com seu cartão de crédito, transferência bancária para diversos sites, ou se preferir ele também pode optar pela forma de boleto bancário (que normalmente se assemelha ao depósito bancário).

Ou seja, o Pagseguro oferece, além da forma de boleto (semelhante ao depósito) outras opções ficando a critério exclusivo do cliente escolher a forma que mais satisfaça às suas necessidades, sem precisar ficar preso a uma única alternativa...No caso do "depósito bancário", facilmente um cliente pode desistir de uma compra por preguiça de ir até o banco, ou por causa da chuva, etc.

Vale lembrar que existem cidades pequenas que não tem agências bancárias...E daí?Vai perder de vender seus produtos para esses clientes?

4º aspecto - Facilidade no controle interno

Quando comecei a vender véus, após alguns dias, começaram a surgir vários pedidos no mesmo dia e o pior, alguns, mesmo com o frete, tinham EXATAMENTE o mesmo valor (o mesmo frete e o mesmo produto).

Muitos bancos, em seu site não detalham os dados do depósito e possuem uma interface pouco amigável e bastante confusa.

Certo dia, recebi três pedidos de véus, cujo valor final seria o mesmo R$ 27,00, e ao final da tarde verifiquei na minha conta que duas pessoas haviam depositado, mas nenhuma havia entrado em contato enviando o comprovante de depósito...Como citei acima, o site da Caixa Econômica Federal não mostra quem fez o depósito, mas somente um código e a data. Conclusão: Tive que esperar as duas pessoas se manifestarem (enviando o comprovante) para poder enviar os produtos. Além da lentidão no processo de compra e venda, imaginemos por exemplo que uma dessas duas pessoas por algum motivo qualquer fique sem internet e não possa enviar o comprovante?Vai ficar dias esperando seu produto ser enviado por conta de "problemas na internet"? Alguém poderia alegar "ah, mas isso é responsabilidade do comprador, não do vendedor", até poderia concordar mas aí que vem o diferencial de marketing, em fazer o melhor, de forma mais prática e que garanta maior satisfação ao cliente.

Interface do site da Caixa Econônica Federal - Dois depósitos feitos no mesmo dia, causando confusão

O que garante mais satisfação ao cliente: Saber que por conta de algum problema de saúde, de internet ou outro motivo particular, seu pedido ficou "aguardando confirmação" unicamente porque o comprovante não foi enviado, ou saber que se produto foi enviado tão logo seu pagamento foi efetuado?

Quando se usa um sistema como o PagSeguro, assim que é feito um pagamento, o site envia por e-mail (você não precisa ficar checando seu saldo) o valor pago e o endereço, bem como o nome de quem fez o pedido, então é só enviar o produto.

Outra facilidade na questão do controle interno: No site do banco constam apenas os "valores depositados", já em sites de pagamento on line, você pode verificar futuramente quem comprou qual produto, quem desistiu da compra, os endereços, etc. Claro que tudo isso pode ser gerenciado através de um software off line (Uma planilha no Excel por ex), mas fazendo diretamente no site, poupa-se o trabalho de ficar digitando, copiando e colando os endereços, nomes, CEPs, etc....com sites de pagamento on line o trabalho é automático: 1)Cliente digitou e efetuou a compra - 2)Vendedor tem no site uma tabela atualizada com todos os dados do comprador.

Interface do Pagseguro, com todos os dados da compra e do comprador

Pontos negativos:

A meu ver, o único fator negativo seriam as taxas, que variam conforme o site, o volume mensal de vendas e a forma de pagamento (Para detalhes acesse os links ao final do artigo). Mas isso pode ser facilmente resolvido, uma vez que, usando-se destes sites a tendência é que o volume de vendas aumente significativamente e também que haverá um consumo de tempo seu e/ou dos seus funcionários, otimizando outros trabalhos da tua empresa, ou do teu pequeno negócio.

Everton do N. Siqueira
Especialista em Marketing

Referências e links:


Para conhecer as principais diferenças entre os três sites acesse o artigo abaixo:

http://www.mestresinfo.com.br/diferencas-entre-moip-pagseguro-e-paypal/

Se alguém leu, gostou do artigo mas tem dificuldades em se cadastrar ou implantar um sistema de pagamento no site ou blog, entre em contato para que eu possa auxiliar por um preço bem camarada. (everton2040@hotmail.com - Whatsapp: (15)99794-4012)